Fonte: Ranking Brand Dx/M&M de Valor de Marca

Samsung quer dizer três estelas em coreano, mas o sucesso mundial e no Brasil da marca parece que tem bem mais estrelas do que isso.

Samsung é a primeira fabricante de celulares do mundo e também do País, figurando entre as dez marcas mais valiosas do Brasil segundo o estudo Brand Dx/M&M de Valor de Marcas, com um valor de R$ xxxxxxxxxxxxxxx. É a primeira e única entre as líderes do setor de eletroeletrônicos.

A companhia completou 30 anos em nosso mercado no ano passado e segue construindo uma marca sólida e desejada aqui.

Como uma marca constrói um negócio: Do What You Can’t.

Para Andréa Mello, diretora de marketing corporativo e de consumer electronics da Samsung Brasil, o fato de Samsung estar entre as dez marcas mais valiosas do Brasil se deve ao fato de “termos tecnologia e inovação no nosso DNA e pessoas como a nossa grande prioridade. O que é importante para as pessoas inspira o dia a dia da Samsung. Todos os lançamentos de produtos no mercado brasileiro, assim como os programas de benefícios, serviços e experiências que a marca oferece para o consumidor, refletem isso e colocam a marca Samsung num patamar diferenciado também no Brasil”, explica ela.

Mas como planejar investimentos na marca num mercado como o brasileiro? A diretora de marketing da companhia detalha: ”Temos investido com consistência e continuidade na marca, principalmente nos últimos dois anos. Essa estratégia já se reflete na mudança de percepção dos consumidores. Atualmente a Samsung já é vista como uma marca humana e preocupada com as pessoas, que utiliza sua tecnologia para promover acessibilidade, cultura, inclusão social, diálogos sobre temas relevantes, além de muitas outras iniciativas que vão além da relação de consumo.”

É com essa filosofia de investimentos que a empresa busca construir o intangível da sua marca: “A Samsung investe continuamente na marca e em ações para construir um relacionamento de longo prazo com as pessoas. Estamos tangibilizando o propósito global da empresa “Do What You Can’t” de forma consistente e contínua em tudo o que fazemos porque queremos gerar conexão de maneira relevante. A Samsung acredita no potencial humano e que a tecnologia só faz sentido se agregar, se ajudar a transformar a vida das pessoas para melhor. Por isso a Samsung não investe apenas em comunicação de marca, mas em ações que concretizam o seu discurso de marca como o projeto Áudio Acordes, onde a tecnologia Samsung ajuda pessoas com deficiência visual a aprender violão; o projeto Alfabetização Cidadã, em que ajudamos a transformar a vida de 300 adultos entre 18 e 83 anos, que não sabiam nem ler nem escrever, por meio da nossa iniciativa e da nossa tecnologia. O “walk the talk” é muito importante para nós e traz um valor emocional imensurável.”

A marca construindo seu lado cidadã. É da soma de cada iniciativa que a força e o valor da marca se constroem

Para Andréa Mello, há ações que merecem destaque em sua comunicação no País. Como detalha, “desde o lançamento do posicionamento ‘Do What You Can’t’, no início do ano, a Samsung vem trabalhando para difundir a ideia de que tudo é possível e utilizando sua tecnologia para ajudar as pessoas a alcançarem seus sonhos e irem além, tanto em ações de marca quanto em produtos. Podemos destacar a série documental ‘Tech Girls’, que aborda histórias reais e inspiradoras de mulheres que batalham por reconhecimento no mundo da ciência, games e empreendedorismo. Com o projeto, conseguimos chamar a atenção para a luta diária do público feminino por um mundo mais igualitário e, acima de tudo, incentivar todas as pessoas a irem além dos limites que lhes são impostos. O diferencial de Tech Girls é contar com depoimentos de mulheres que, mesmo diante de desafios, não desistiram e conseguiram realizar seus sonhos e inspirar outras pessoas a fazer o mesmo. Mais do que uma abordagem à desigualdade de gênero no mundo da tecnologia, Tech Girls é um documentário motivacional e inspirador.”

Lembra ainda que “também tivemos o projeto “Alfabetização Cidadã – da digital ao digital”, em que 300 colaboradores de cooperativas de descarte de resíduo, de 18 a 83 anos, foram alfabetizados nos locais de trabalho por meio da tecnologia Samsung. Com recursos tecnológicos doados pela empresa e com a metodologia do Instituto Paulo Freire, esses trabalhadores participaram do projeto que transformou suas vidas por meio de aulas ministradas duas vezes por semana em turmas de até dez pessoas. Adultos que não conseguiam ir sozinhos ao supermercado, pegar ônibus, ler uma história para os filhos, por exemplo, agora já têm a perspectiva de um futuro melhor após se engajarem nesse projeto com a Samsung.  Depois de oito meses de aulas, as primeiras turmas se formaram no fim de julho. Essa ação se destaca porque promoveu não só a inclusão digital, mas principalmente a inclusão social dessas pessoas”.

O conceito de que tecnologia tem de ir além de si mesma e auxiliar a vida real das pessoas reforça o princípio de Do What You Can’t

Na área da inclusão de deficientes funcionais, a executiva lembra ainda a campanha “Áudio Acordes”, um aplicativo gratuito, desenvolvido pela Samsung, que ensina pessoas cegas ou com deficiência visual a tocarem violão de forma prática e intuitiva, sem a necessidade da leitura em braile.

“Dessa forma”, conta Andréa, “não é preciso que a pessoa pare de tocar o instrumento para tocar a partitura e ler as notas musicais. O aplicativo funciona por meio de um sistema de voz — o primeiro no mundo desse tipo — que facilita o processo de aprendizado dos cegos ao ditar os acordes das músicas no momento exato em que eles devem ser tocados.

Na área de consumo, ela destaca também os lançamentos do Galaxy S9, S9+ e Note9, o ar-condicionado Wind-Free, as TVs QLED, a lavadora QDrive.

Além disso, lembra a diretora, a Samsung também oferece programas de pós-venda como o Samsung Club, clube de benefícios cujos pontos permanecem válidos por até quatro anos mesmo após resgate dos benefícios*; e o Samsung Care, programa de suporte de dúvidas e assistência técnica que vem ampliando canais de acesso e é muito conveniente por resolver problemas remotamente, além de oferecer soluções por meio do seu site com vídeos tutoriais, por exemplo.

As features dos produtos Samsung são sempre destacadas no contexto dos benefícios que trazem aos consumidores

 

Pequena história de um gigante

Samsung quer dizer três estrelas, em coreano.

A empresa, hoje um dos maiores conglomerados do mundo, nasceu em 1938, quando seu fundador Lee Byung-Chul, abriu uma pequena loja em Daegu, na Coreia do Sul, chamada Samsung Sanghoe, que vendia peixes desidratados, vegetais e frutas, realizando comércio com a capital da China, Pequim, e também com a Manchúria.

Em 1947, Byung-Chul se muda para a capital, Seul, e passa a diversificar a atuação da companhia.

A Samsung Electronics, a empresa como conhecemos hoje, responsável por TVs, computadores, eletrodomésticos e smartphones, só viria a surgir no fim dos anos 1960, com a criação da Samsung-Sanyo Electronics.

O primeiro produto da divisão seria lançado em 1970 e era uma TV em preto e branco, o histórico modelo P-3202.

A primeira loja fundada por Byung-Chul, na cidade de Daegu

Em 1976, as TVs da marca já dominavam o mercado sul-coreano.

No final dos anos 1970, a empresa passa a exportar seus produtos e se diversifica, passando a produzir fornos de micro-ondas. O primeiro é de 1979.

Nos anos 1980, a Samsung já exportava boa parte dos seus produtos, dentre aparelhos de TV, rádios e até semicondutores.

Nessa época, Byung-Chul e Steve Jobs firmaram acordos para a produção de chips para o Macintosh. Era o início da produção de semicondutores.

Em 1987, a empresa chega oficialmente no Brasil, apenas como fabricante, não comercializando ainda produtos ao consumidor final. Produzia monitores e discos-rígidos.

Em 1988, a empresa dava o seu primeiro passo nas telecomunicações: lança seu primeiro celular, o SH-100, e também o primeiro a ser projetado e fabricado na Coreia do Sul.

Em 1990, a Samsung Electronics já era a divisão mais próspera do grupo.

A partir dos anos 2000, a Samsung passa a atuar em cinco categorias de eletrônicos: TVs, monitores, celulares, lavadora de roupas e semicondutores, para serem os principais produtos do seu portfólio.

Em 2009, lançou seu primeiro smartphone Android, o Galaxy (i7500).

Em 2010, o Galaxy S, o primeiro da linha S e também o primeiro a embarcar a TouchWiz, a interface customizada dos Androids da marca.

Em 2011, a companhia inaugura seu complexo de produção em Manaus, o segundo maior da empresa, atrás apenas da fábrica na Coreia do Sul.

Em 2012, comemora a liderança como maior fabricante de celulares do mundo.

Hoje o Brasil é o terceiro maior mercado da companhia em smartphones.

A empresa também é líder no setor de TVs no País, ocupando o primeiro lugar nas vendas brasileiras há mais de dez anos.

Atualmente, a empresa é a maior de todas as fabricantes de smartphones do mundo.

A visão técnica

Gilson Nunes, CEO e fundador da Brand DX, que elabora o ranking das marcas mais valiosas do Brasil, detalha que “Samsung foi avaliada em várias das categorias em que atua em nosso mercado, prioritariamente em eletrodomésticos, celular e informática. Foi eleita, em termos de Força de Marca, com enorme poder em seus setores. Como ela tem um posicionamento que chamamos de monolítico, porque esteja ela onde estiver, estará sempre sob uma marca única, Samsung, ela construiu um valor maior do que todas as demais concorrentes. É como se fosse a soma de seu desempenho em todos os segmentos em que atua, contribuindo para um único grande resultado final. Teve notas altíssimas em toda a sua capilaridade e vem crescendo com seu posicionamento e mensagem de marca fundamentada na inovação que melhora a vida das pessoas. Quando você analisa suas linhas de produto versus a concorrência vai também muito bem. Disponibilidade, variedade, tecnologia, inovação, pontos de venda, em todos esses atributos ela vai muito bem. Seu grande mérito é, como disse, se posicionar com o mesmo rosto, a mesma mensagem, o mesmo propósito onde quer que atue. Isso fortalece muito a marca. É seu grande diferencial.”

Fonte: Ranking Brand Dx/M&M de Valor de Marca – Obs.: O ranking “Brand Dx/M&M de valor de marca”, desenvolvido pela consultoria Brand Dx em parceria com a M&M Consulting, unidade do Grupo M&M, faz uma avaliação completa que considera tanto a parte financeira como a intangível. A metodologia pode ser acessada no site http://negocios.meioemensagem.com.br/metodologia-de-avaliacao-da-marca/

 

As campanhas que constroem a marca no Brasil

Copa – A Samsung lançou sua campanha de Copa “Emoções para corações fortes” com o técnico Tite da seleção brasileira, destacando o modelo com resolução 4K. O comercial foi desenvolvido pela Cheil Brasil e mostrava como só um coração forte consegue aguentar a emoção de assistir aos grandes jogos, ao vivo, em uma exclusiva TV 4K, destacando ainda a parceria exclusiva com o aplicativo dos canais SporTV, embarcado no modelo.

“Pela primeira vez, os torcedores poderão assistir aos jogos de futebol, ao vivo, com uma qualidade de imagem incomparável. Buscamos, com o início desta campanha, mostrar como é possível ter a melhor experiência durante a exibição dos jogos. A emoção de uma TV UHD 4K Samsung é perfeita para um coração forte como o do brasileiro”, afirmou na época Andréa Mello, Diretora de Marketing Corporativo e de Consumer Eletronics da Samsung Brasil.

Galaxy, o jovem na mira – No mês passado, a companhia lançou sua campanha para o Galaxy J, pensada para atingir os jovens millennials brasileiros.

“No primeiro semestre, os aparelhos Galaxy J representaram 47% das vendas, segundo dados da GfK. Foi resultado de investimentos em nossas ações de marketing e vendas. Hoje é a maior linha que temos”, contou a Meio & Mensagem Loredana Sarcinella, diretora sênior de marketing da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil.

A comunicação para a linha foi inteiramente desenvolvida no Brasil pela Leo Burnett Tailor Made e as produtoras Vetor Zero e Quiet City Music+Sound. O conceito “Vibrante como você” buscou transmitir a alegria e positividade do brasileiro e a tela vibrante dos aparelhos.

DESEMPENHO DAS MARCAS — MÉDIA PONDERADA E INDEXADA A 100

Fonte: Ranking Brand Dx/M&M de Valor de Marca
Publicidade